sábado, 5 de abril de 2008

NÃO REMOVAS OS MARCOS ANTIGOS.

O DESTINO DAS ASSEMBLÉIAS DE DEUS ESTÁ COM SUA LIDERANÇA






"Não posso aceitar a idéia de ver a Assembléia de Deus se transformar em mais uma denominação protestante", Pastor Thomas Fletcher Zimmerman








Inaugurando este Artigo, que tem por título um trecho bíblico de Pv 22.28, reproduzimos uma entrevista do Pastor Thomas Zimmerman ao também Pastor Abraão de Almeida, para o Mensageiro da Paz de Abril de 1984.






Pastor Zimmerman foi o nono presidente [General Superintendent] das Assembléias de Deus nos Estados Unidos, e o que teve, até o momento, a mais longa gestão, 26 anos (1959-1985); por várias vezes presidiu o Comitê Mundial Pentecostal e integrou o Comitê de Lausanne para a Evangelização Mundial. Faleceu em 1991.






"Abraão de Almeida: De que maneira o irmão vê o avanço do movimento pentecostal no mundo?






Thomas Zimmerman: Sem qualquer dúvida, estamos passando por um período em que o Evangelho está avançando mais do que em qualquer outra época da História da Igreja. E isso não apenas aqui nos Estados Unidos, mas no mundo inteiro. Há várias razões para esse crescimento. Do ponto de vista da Palavfra de Deus, a evangelização do mundo é um sinal do breve regresso de Jesus, e como Ele vai voltar logo, temos de ceifar o máximo possível. Do ponto de vista científico, há hoje a possibilidade de levar o Evangelho aos mais distantes pontos do globo, mediante as conquistas científicas. Há muitas técnicas que podemos usar. Por isso o mundo chegou ao ponto de tornar-se como uma só comunidade. Através do avião estamos muito próximos uns dos outros. Não há dúvida de que esse grande desenvolvimento científico nos deu os meios para fazermos mais rapidamente a obra de Deus. Por intermédio desses poderosos meios de comunicação, que não existiam no passado, nós podemos alcançar qualquer lugar do mundo com o Evangelho. Mas, sobretudo, há o movimento do Espírito Santo. Estamos vendo o maior cumprimento de Joel 2, verso 28, quando o Senhor promete derramar o Espírito Santo sobre todo o povo. É um derramamento sem precedentes na História da Igreja, só comparável aos dias apostólicos. O Espírito Santo está penetrando poderosamente em qualquer cultura, em todo o mundo, onde o Evangelho simples e poderoso é proclamado por crentes fiéis.






A.A.: No caso específico das Assembléias de Deus, o irmão acredita que elas continuarão sua marcha como um movimento do Espírito Santo, ou se tornarão numa denominação protestante, como ocorreu no passado com outros movimentos?






T.Z.: Eu creio que o destino da Assebléia de Deus depende muito da sua liderança, da dedicação de cada líder. E eu me refiro à liderança espiritual, àquela fidelidade à vocação celestial. Não posso aceitar a idéia de ver a Assembléia de Deus se transformar em mais uma denominação protestante. Não quero nem pensar em tal coisa.






A.A.: Dentre todos os sinais dos tempos, quais deles o irmão considera mais evidente do breve retorno do nosso Senhor Jesus Cristo?






T.Z.: Os sinais dos tempos se estão multiplicando em nossos dias, e eu tenho pensado muito em 1 Jo 2.18, 19. Como diz o apóstolo, muitos se têm feito anticristos, por onde conhecemos que é já a última hora. E eu acredito que em nossos dias a operação desse espírito do Anticristo está cada vez mais acentuada. As forças do mal estão presentes neste mundo moderno. Há poderesestranhos, manifestação das forças demoníacas e crescimento prodigioso da adoração de Satanás. Por isso estamos vivendo uma das situações mais críticas destes últimos tempos. Mas, graças a Deus, o apóstolo João, depois de falar da manifestação do espírito do Anticristo, afirma que nós temos a unção do Espírito Santo. Isso significa que a resposta de Deus às manifestações dos poderes do mal está na unção do Espírito Santo. E quantoo maior for a ofensiva dos poderes das trevas, maior e mais poderosa será a unção divina na nossa vida. Deus está capacitando com o Poder do Alto o Seu povo. Aleluia!"


Um comentário:

Daladier Lima disse...

Parabéns pelo blog. Vou adicionar e visitar com regularidade.