terça-feira, 30 de dezembro de 2008

RESULTADO DA 2ª FASE DO VESTIBULAR 2009 DA UFPE - UFRPE - UNIVASF

Acabou a expectativa. A Covest divulga o resultado do Vestibular 2009 da UFPE - UFRPE - UNIVASF.



Confira aqui se você foi aprovado:



http://www.ufpe.br/


http://jc2.uol.com.br/

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

CRISE FINANCEIRA? CUIDADO COM O CRENTE CALOTEIRO!

Por Sóstenis Moura


Os Irmãos Metralha


O título é bastante forte, reconheço. E justo eu, que fiz um acordo comigo mesmo de não tocar em determinados assuntos, a fim de não afetar negativamente os leitores que me acompanham tão cordialmente. Mas a verdade tem que ser dita, nua e crua, pois já é tempo de os homens bons e de caráter saírem das cavernas e destruírem os perversos ladrões que empestam este país.



O QUE é o calote? Segundo o filólogo Aurélio Buarque de Holanda, em seu DICIONÁRIO DA LÍNGUA PORTUGUESA, é uma "dívida não paga e contraída por quem não tem a intenção de pagá-la".



Quando surge o rumor de uma crise financeira lá no outro lado do mundo, por menor que seja, aqui já aparece gente se queixando que seus negócios vão mal por causa da tal crise. Tudo desculpa para não pagar, e protelar a dívida, e tentar vencer o credor pelo cansaço, e buscar um espaço para fugir e nunca mais voltar.


São, como muito bem ilustra o desenho acima, os "Irmãos Metralha", não por serem todos os caloteiros irmãos, mas por serem os "irmãos" que são "Metralha".

Esses sujeitinhos estão em toda parte, observando-lhe e esperando o momento certo para tirar proveito de você, de sua generosidade e de seus negócios, principalmente de seu dinheiro.

Compram e não pagam. Não por estarem em condições de desgraça financeira, pois têm dinheiro para gastar com diversão e ostentação.

Alugam e não pagam. Inventam desculpas com problemas familiares; desemprego; problemas de saúde; um devedor "que nunca paga" a eles; um "cliente que está devendo uma fortuna"; fogem à calada da noite; escondem-se com freqüência; provocam sinistros; bancam os prejudicados para surrupiarem dinheiro seu.

Vivem trocando de número de telefone; recusam-se a atender sua chamada; nunca estão em casa; vivem de mal-humor para lhe intimidar e não lhe dar justificativas; passam cheques sem fundo ou cheque sem assinatura ou algum dado preenchido incorretamente; vivem trocando de endereço residencial e comercial; vivem trocando de carro; não têm bens em seus nomes, mas no da tão "ladra" esposa ou dos filhos "metralhinhas"; mentem muito e sempre.

Ingressam nos cadastros de devedores, no SPC, no Serasa, e têm paciência suficiente para esperar 5 anos até que a dívida seja prescrita. E voltam a enganar e roubar.

O pior: estão nas Igrejas fingindo piedade, santidade e recebimento de bênçãos de Deus. São ladrões! O que Deus tem com eles? Absolutamente nada!

Mas pensemos juntos. Se são tão maus, tão descarados e sempre terminam bem conhecidos, por quê, então, os líderes não tomam providências a respeito deles? Resposta simples e bem autêntica e cruel: porque muitos deles são líderes na Igreja!

É o diácono ladrão, caloteiro, mentiroso, bajulador. Que os pastores consagram e até gostam, e nunca dão razão a quem denuncia a improbidade deles.

É o presbítero que ensina melindrosamente para não ser apontado como infrator lá fora da Igreja. No púlpito é um santo!

É o ministro ou pastor, descarado, tão insensível que nem sente mais o peso do pecado, que não ouve mais a voz do Espírito Santo. Faz errado e acabou. Quem irá se levantar contra o seu pastor? Que lhe perdoem as dívidas e fiquem calados. Suportem vê-los nos púlpitos das igrejas, cínicos, cantando, pregando, orando. Só não aceitem um cheque deles. O cheque é quente, é do inferno.

É a irmã dirigente do círculo de oração, que dá calote até pelo tecido que compra para fazer fardamento e cortina para a igreja.

Por isso que este tema é muito pouco discutido. Discute-se o uso de calça comprida por mulheres, de brincos; esta ou aquela música ou aquele ritmo; aquele costume... E não falam dos que estão caminhando para o Inferno por serem ladrões (no sentido mais ambíguo da frase)!

Mas certa vez ouvi um determinado pastor pregar a respeito do episódio da crucificação de Jesus ao lado dos ladrões em Jerusalém, e referir-se aos tais como "o ladrão mau" e "o ladrão bom"! Que onda!

Pois é! Talvez existam ladrões bons e bons ladrões!

Assim, desconfie de quem faz negócio apresentando as credenciais eclesiásticas, fazendo jus da "autoridade" de liderança cristã para lhe enganar.

Se for crente exija mais dele, e você saberá quem é verdadeiramente "o sal da terra e a luz do mundo".

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

LISTA DOS CANDIDATOS REMANEJÁVEIS DO VESTIBULAR 2009 DA UPE

Caso você não tenha passado de primeira no Vestibular 2009 da UPE, não desanime. Ainda tem chance de ser remanejado.


Confira a Lista:



http://p.download.uol.com.br/jc/vestibular2009/remanejaveis_ordem_nota.pdf

ARQUEÓLOGOS DESCOBREM FRASCOS DE PERFUME DA ÉPOCA DE JESUS EM ISRAEL

Extraído de Estadão.com
Arqueólogos franciscanos que escavam na cidade bíblica de Madala (atual Israel) disseram ter encontrado frascos de perfume semelhantes aos que podem ter sido usados pelas mulheres que teriam lavado os pés de Jesus.
Os ungüentos perfumados foram achados intactos, no fundo de uma piscina cheia de lama, junto com cabelos e objetos de maquiagem, segundo relato do diretor da escavação, promovida pela entidade Studium Biblicum Franciscanum, ao site Terrasanta.net. "Se as análises químicas confirmarem, esses podem ser perfumes e cremes semelhantes àqueles que Maria Madalena, ou a pecadora citada no Evangelho, usou para untar os pés de Cristo", disse o arqueólogo-chefe, padre Stefano de Luca.
Maria Madalena é descrita na Bíblia como uma discípula de Jesus, para quem sete demônios se apresentaram. Habitualmente acredita-se que seja ela a pecadora que tenha lavado os pés de Jesus. "A descoberta dos ungüentos em Madala é por qualquer medida de grande importância. Mesmo que Maria Madalena não tenha sido a mulher que lavou os pés de Cristo, temos em nossas mãos 'cosméticos' da época de Cristo", disse De Luca.
Madala era o nome de uma antiga cidade perto da costa do mar da Galiléia, no atual norte de Israel. Perto dali existiu uma aldeia palestina até a guerra que criou o Estado judeu, em 1948. Uma cidade israelense chamada Migdal hoje ocupa a região.
"É muito provável que a mulher que untou os pés de Cristo tenha usado estes ungüentos, ou produtos que eram muito similares em composição e qualidade", disse o padre.
A Studium Biblicum Franciscanum participa ativamente da escavação de locais vinculados ao Novo Testamento e aos primórdios do Cristianismo na Idade Média.

RESULTADO DO VESTIBULAR 2009 DA UPE

Saiu o resultado do Vestibular 2009 da Universidade de Pernambuco - UPE.


Confira se você está na relação dos aprovados:

http://www2.uol.com.br/JC/vestibular2009/listao_upe_2009.htm

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

RESULTADO DA 1ª FASE DO VESTIBULAR 2009 DA UFPE-UFRPE-UNIVASF

Confira aqui se você foi classificado para a próxima Fase do Vestibular 2009 da UFPE - UFRPE - UNIVASF, acessando:


http://www.ufpe.br/

http://jc2.uol.com.br/especiais/vestibular2009/

MULHERES QUE FAZEM ABORTO SOFREM MAIS DE PROBLEMAS MENTAIS

Extraído do Ig Notícias.
Mulheres que se submetem a abortos têm 30% mais chance de terem problemas mentais do que as mulheres que nunca passaram por isso, segundo uma pesquisa publicada na última edição da publicação científica British Journal of Psychiatry.
Segundo a pesquisa, que acompanhou 500 mulheres, ansiedade e abuso no uso de drogas são os problemas mais comuns verificados em mulheres após um aborto.Os pesquisadores, da Universidade de Otago, na Nova Zelândia, dizem que os problemas mentais possivelmente relacionados ao aborto representariam entre 1,5% e 5,5% de todos os problemas mentais verificados nas mulheres.
O estudo não encontrou nenhuma evidência de que outros problemas relacionados à gravidez possam provocar algum aumento perceptível de problemas mentais.
O coordenador do estudo, David Fergusson, acredita que a conclusão da pesquisa pode ter implicações sobre a decisão de se realizar um aborto, já que muitas vezes essa decisão se baseia no possível impacto negativo de seguir em frente com uma gravidez indesejada sobre a saúde mental da mulher.A conclusão dos estudiosos "claramente estabelece um desafio ao uso de argumentos psiquiátricos para justificar o aborto", disse ele, em declarações publicadas pelo diário britânico The Daily Telegraph.
"Não há nada neste estudo que sugira que a interrupção de uma gravidez esteja associada com menores riscos de problemas mentais que o nascimento", afirmou Fergusson."Para algumas mulheres, o aborto pode ser um evento estressante e traumático que as coloca em um risco modestamente mais elevado de uma série de problemas mentais comuns."
Veja também sobre aborto:

PRÉVIAS PARA AS ELEIÇÕES DE 2010: O EXEMPLO DA ASSEMBLÉIA DE DEUS DO ESTADO DO MARANHÃO

Consultando o site da Convenção Estadual das Igrejas Assembléias de Deus no Maranhão - CEADEMA, tomei ciência de algo que é realizado naquele Estado e que poderia ser implementado em outros lugares.


Existe uma Prévia para escolha dos candidatos a deputados estaduais e federais membros da Igreja. Eles recebem um prazo de inscrição junto ao órgão administrativo competente da Convenção, o Conselho Político; e como pré-candidatos, protocolam um requerimento, acompanhado de currículo e carta de recomendação do pastor da congregação da qual é membro. Tal procedimento também se aplica aos irmãos que já detêm mandatos eletivos e almejam a reeleição.


Uma vez aceitas as inscrições, estão aptos à votação na Assembléia Ordinária que se dará neste mês de dezembro. Lá assinam um termo de compromisso.

Lógico que não impede que alguém que não foi escolhido saia candidato por conta própria, mas aparentemente a decisão é bastante transparente e garante que haja uma justificativa plausível para a escolha dos candidatos oficiais da Convenção. E não apenas a escolha com base na opinião de um único líder. E ainda garante que o candidato assuma um compromisso público e oficial com os princípios da instituição.

sábado, 22 de novembro de 2008

A CRISE ECONÔMICA MUNDIAL

Conta-se que um homem vivia à beira de uma estrada e vendia cachorro-quente. Ele não tinha rádio, televisão, e nem lia jornais, mas produzia e vendia bons cachorros-quentes. Ele se preocupava com a divulgação do seu negócio e colocava cartazes pela estrada, oferecia o seu produto em voz alta e o povo comprava.

As vendas foram aumentando e cada vez mais ele comprava o melhor pão e a melhor salsicha. Foi necessário, também, adquirir um fogão maior para atender à grande quantidade de fregueses; e o negócio prosperava. Seu cachorro-quente era o melhor de toda a região.

Vencedor, ele conseguiu pagar uma boa escola para o filho. O menino cresceu e foi estudar Economia numa das melhores faculdades do país.
Finalmente, o filho já formado, voltou para casa, notou que o pai contunuava com a vidinha de sempre e teve uma séria conversa com ele:

_ Pai, então você continua sem ouvir rádio, sem vê televisão, e sem lê jornais? Há uma grande crise no mundo. A situação do nosso país é crítica. Está tudo ruim. O Brasil vai quebrar.

Depois de ouvir as considerações do filho estudado, o pai pensou: "Bem, se meu filho estudou Economia, lê jornais, vê televisão, então só pode estar com razão".
Com medo da crise, o pai procurou um fornecedor de pão mais barato, (e, é claro, o pior) e começou a comprar salsicha mais barata (que era, também, a pior). Para economizar, parou de fazer seus cartazes de propaganda na estrada. Abatido pela notícia da crise, já não oferecia o seu produto em voz alta...

Tomadas todas essas "providências", as vendas começaram a cair, e foram caindo, caindo, e chegaram a níveis insuportáveis. O negócio de cachorro-quente, que antes gerava recursos até para fazer o filho estudar Economia, quebrou.

O pai, triste, falou para o filho:

_ Você estava certo, meu filho, nós estamos no meio de uma grande crise.

E comentou com os amigos, orgulhoso:

_ Bendita a hora que eu fiz meu filho estudar Economia. Ele me avisou da crise.

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

MICHAEL JACKSON AGORA É MUÇULMANO



Deu no The Sun. Michael Jackson converteu-se ao Islamismo.


Criado sob os moldes das Testemunhas de Jeová, o cantor agora declara ser "testemunha de Alá".


Após ouvir alguns relatos de amigos e produtores convertidos ao Islamismo, Jackson passou a pensar em como seria bom mudar de vida também.


E assim, acompanhado por um Imam, declarou a Shahada, que é a declaração de fé muçulmana. Adotará o novo nome de "Mikaeel", um dos anjos de Alá.


Possivelmente ele adotará a postura de publicar e popularizar a fé muçulmana no mundo através de suas músicas.

domingo, 16 de novembro de 2008

90 ANOS DA ASSEMBLÉIA DE DEUS NA PARAÍBA

PARABÉNS À IGREJA ASSEMBLÉIA DE DEUS NO ESTADO DA PARAÍBA, MINISTÉRIO DE JOÃO PESSOA, PELOS SEUS 90 ANOS DE FUNDAÇÃO.

A FESTIVIDADE DURARÁ TODA A SEMANA E PROMETE SER BASTANTE BONITA E ABENÇOADA.

A CONVENÇÃO ESTADUAL É PRESIDIDA PELO PASTOR JOSÉ CARLOS DE LIMA.

PARA SABER UM POUCO MAIS DA HISTÓRIA DA IGREJA NO ESTADO, ACESSE:

domingo, 2 de novembro de 2008

US VICE-PRESIDENTIAL CANDIDATE SARAH PALIN AND HER PENTECOSTAL FAITH


Extract from Spiegel International, Text of Alexander Schwabe



More than once, vice presidential candidate and current governor of Alaska Sarah Palin has shown a habit of investing secular matters with religious meaning. A $30 billion gas pipeline in Alaska was "God’s will," the war in Iraq was a "task that is from God." She's argued for creationism to be taught in schools, alongside evolutionary biology, and she'd rather do away with sexual education completely.



Now the real reason for Palin’s fixation on God -- obscured in official biographies -- has emerged: For more than two decades, she was a practicing Pentecostal. Until 2002 she belonged to the Wasilla Assembly of God, a Pentecostal community in Wasilla, Alaska, the city of 10,000 where Palin also served as mayor. Since leaving the Assembly of God, Palin has attended the non-denominational Wasilla Bible Church.



The Pentecostal movement emphasizes “expressions of the Holy Spirit” in the form of “spiritual gifts” such as the ability to speak in tongues, prophesize or heal. Assembly of God members also believe in faith healing and “end times,” a massive upheaval that will supposedly herald Jesus’ second coming.



Tim McGraw, Palin’s pastor until 1998, told American broadcaster CNN that the Wasilla Pentecostal community has members who adhere to these beliefs and who speak in tongues, although he has never seen Palin herself in that trance-like state. Caroline Spengler, a member of the Pentecostal community, described the experience as follows: “When the spirit comes on you, you utter things that nobody else can understand ... only God can understand what is coming out of our mouths.”



The Republican Party, hoping John McCain and Sarah Palin will bring home a win in the November presidential election, has played down this religious background of the 44-year-old mother of five. Through spokeswoman Meghan Stapleton, McCain has freely admitted that Palin is deeply religious. That fact should be well received by conservative American voters, especially in the so-called Bible Belt. At the same time, campaign strategists have been careful not to let their candidate’s religious enthusiasm loom too large. Biographies of her online and the McCain campaign itself avoid too much detail about her past. Governor Palin does not consider herself a Pentecostal, is the succinct and official word.



McGraw told CNN he could imagine why the Republican Party was trying not to emphasize Palin’s Pentecostal leanings: “I think there may be issues of belief that could be misunderstood or played upon by people that don't know.”



But what is so difficult to understand? Hasn’t Palin already gone far too far for her political views not to be seen as a consequence of her beliefs? And can her faith truly be judged only by those who believe the same?



McGraw tries to allay these fears. He says he's sure Palin’s religious convictions don’t influence her political decisions in office.



Until recently, though, Palin was returning to her original congregation, where she attended discipleship classes to strengthen her Pentecostal beliefs and to become a better leader, McGraw says. By then she was already mayor of Wasilla. And when Palin returns to the Pentecostal flock, it is by no means only in a personal capacity, but also as a government official.



Just this June, Palin attended a graduation ceremony for ministry students at the Wasilla Assembly of God. The governor didn’t just offer a few edifying words. Instead, she spoke to these students in Alaska about the war in Iraq. “Pray for our military men and women who are striving do to what is right,” said Palin, whose son had voluntarily enlisted to join the U.S. army and be deployed to Iraq. The graduates were encouraged to pray “for this country, that our leaders, our national leaders, are sending them out on a task that is from God. That's what we have to make sure that we're praying for -- that there is a plan, and that plan is God's plan.”



Palin acts as though all political decisions emanated directly from a divine resolution -- and as if the Republican understanding of this resolution were the only one that could be correct.



On the issue of the gas pipeline as well, Palin linked political and economic business with her personal concept of divine providence, calling on her audience to pray for the controversial planned $30 billion pipeline project. “I think,” Palin told the audience at the Wasilla Assembly of God, “God's will has to be done in unifying people and companies to get that gas pipeline built.”



And there’s more. On August 17, shortly before she entered the wider public spotlight as vice presidential candidate, according to CNN Palin attended an event at her current congregation, the Wasilla Bible Church. One of the preachers there was David Brickner, founder of the “Jews for Jesus” movement. He made clear to the assembled that in his opinion, terrorist attacks in Israel revealed God’s judgment on Jews who had not found Christ. “When a Palestinian from East Jerusalem took a bulldozer and went plowing through a score of cars, killing numbers of people,” according to Brickner, he was unmistakably an instrument of God’s judgment.



The McCain camp tried to de-emphasize attitudes in Palin's religious circle, making it clear that Brickner’s comments didn’t reflect the vice presidential candidate’s views. Palin, they said, is pro-Israel.



Pastor Ed Kalnin, one of the congregation leaders at Palin’s former Pentecostal church, comes from the same circle. Four years ago he campaigned against John Kerry, then the Democratic candidate for president. Whoever voted for Kerry, Kalnin told his congregation, wouldn’t go to heaven.



The Assembly of God later released a statement: They apologized, saying Kalnin had meant it as a joke.

sábado, 1 de novembro de 2008

ENTREVISTA COM DANIEL BERG - PIONEIRO DA ASSEMBLÉIA DE DEUS NO BRASIL

Estará disponível de forma permanente no BLOG EMBAIXADORES DE SIÃO uma entrevista concedida no ano de 1958, no Estado de Santa Catarina, pelo Missionário Daniel Berg, um dos pioneiros da Assembléia de Deus no Brasil.
Confira no Link intitulado "A Voz de Daniel Berg". Lá você ouvirá um pouco a respeito de como o saudoso Missionário via a obra realizada pelo Espírito Santo no Brasil, em toda a sua simplicidade; e poderá ainda ter o prazer de acompanhá-lo cantando um dos hinos que mais gostava.

ARQUEOLOGIA: ENCONTRADA EM ISRAEL A MAIS ANTIGA INSCRIÇÃO HEBRAICA

Extraído: Agência de Notícias de Portugal
Investigadores israelitas anunciaram hoje a descoberta do que crêem ser a inscrição hebraica mais antiga, que figura num pedaço de cerâmica ou "ostracon" de há 3000 anos encontrado numa zona fronteiriça do bíblico reino da Judeia.
Numa escrita proto-cananeia, a inscrição remonta ao período da mítica batalha entre David e Golias, no século X a.C., segundo testes com carbono 14 realizados a outros restos biológicos encontrados no mesmo estrato.
A sua importância prende-se com o facto de poder trazer luz sobre o período de juventude do lendário rei israelita e sobre as estruturas sociais e de governo daquela época.
O "ostracon" foi encontrado no interior da fortaleza de Elah, na zona conhecida como Khirbet Qeiyafa, a cerca de 40 quilómetros a sudoeste de Jerusalém.
"A cronologia e geografia da fortaleza são um exclusivo ponto de encontro entre a história, a historiografia e as origens mais remotas do Reino de David", disse o professor que a descobriu, Yossi Garfinkel, da Universidade Hebraica de Jerusalém, em comunicado.
"Trata-se - explicou o especialista - da mais antiga das cidades (fortificadas) da Judeia até agora descobertas. E a sua própria construção tem implicações sem precedentes para compreender esse período".
O "ostracon" é um fragmento de cerâmica sobre o qual se escrevia na Antiguidade, neste caso com tinta, e o encontrado em Khirbet Qeiyafa tem uma superfície de 15 centímetros de comprimento por 15 de largura.
Na sua face superior, apresenta cinco linhas de texto desgastado pelo tempo, separadas por linhas de cor negra.
O texto ainda não foi decifrado mas parece incluir entre as suas palavras as raízes de termos hoje interpretados como "rei", juiz" e "escravo".
O epigrafista Hagai Misgav, especialista em escritas hebraicas antigas, sustenta que "a inscrição foi claramente escrita como mensagem por um escriba profissional".
A jazida arqueológica de Khirbet Qeiyafa situa-se nos arredores do que hoje é a cidade de Bet Shemesh, nas colinas que conduzem a Jerusalém, e também da antiga cidade de Gath, capital do reino filisteu a que Golias pertencia.

domingo, 26 de outubro de 2008

BALANÇO DAS FESTIVIDADES DOS 90 ANOS DA ASSEMBLÉIA DE DEUS EM RECIFE

Foi belíssima a festa de comemoração pela passagem dos 90 anos da Assembléia de Deus em Pernambuco, promovida sob a presidência do Digníssimo Pastor Presidente Aílton José Alves, no período de 18 a 25 de outubro do ano corrente.
Foi uma festividade verdadeiramente espiritual, com centenas de almas salvas, com testemunhos lindos, bastante organizada, sem delongas chatas e promoções pessoais inúteis. O Espírito Santo de Deus operou de forma maravilhosa, e ficou bem claro que o objetivo da Igreja em Recife é expandir sua obra missionária, alcançando povos e países diversos para o Reino de Deus.
Creio que o objetivo maior foi atingido: mostrar a todo o país que a Igreja em Pernambuco é sólida e viva, que sabe unir bem a tradição ao uso do moderno. Prova maior é o próprio Pastor da Igreja, homem de vida reta, de pulso firme, doutrinador, que vela pelos bons costumes, que repudia inovações doutrinárias de pessoas mesquinhas e interessadas no bem-estar próprio, mas que sabe utilizar bem os vários meios de comunicação modernos para anunciar o Evangelho de Cristo Jesus, que tem idéias brilhantes de modernização dos templos, sem falar que sabe escolher acertadamente a maioria de seus auxiliares, e tem um ótimo nível de gerência.
Sem dúvida alguma, o Pastor Aílton se apresenta como um homem capaz para liderar a denominação no país inteiro, mantendo as rédeas sob seu governo e a direção do Espírito Santo, a quem obedece, e guiando o povo sob os bons costumes, sem, no entanto, privá-lo de ser moderno. A conferir no futuro, se Cristo permitir.
A Igreja em Recife demonstrou o quanto está empenhada na propagação do Evangelho, apresentando todos os missionários que VERDADEIRAMENTE tem no exterior, e seus respectivos trabalhos.
É motivo de grande felicidade também o fato de se estar em negociação a compra de uma emissora de TV. Espero que seja tão boa quanto o é a Rádio Boas Novas. Será a oportunidade de revelar a maneira agradável de fazer programas evangélicos para atração de todos a Deus, sem vendas infinitas de material e promoção inútil de homens interesseiros, como aqueles programas de TV do Sudeste e do extremo Norte do Brasil.
Sem falar que foi bastante acertada a escolha do pregador do culto de encerramento. Foi só Bíblia, da forma mais genuína possível, e o resultado é que o povo foi edificado.
Sim, também não vi nenhum político. Os cultos foram, como a Assembléia de Deus os conhece, dedicados única e exclusivamente a Deus.
Parabéns a todos os da Assembléia de Deus em Pernambuco! Fizeram bonito mesmo, e souberam chamar a atenção de todos fazendo uso da ordem e da simplicidade.

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

JOEL CARLSON, FUNDADOR DA ASSEMBLÉIA DE DEUS EM PERNAMBUCO

Missionário Joel Carlson

Joel Frans Adolf Carlson nasceu no dia 23 de Junho de 1889 em Estocolmo, na Suécia, filho de John Albert Carlson e Emma Lovisa Carlson. Fez seus estudos bíblicos na Escola Bíblica de Estocolmo, dirigindo-se, em 1917, para Nova York, onde se iniciou na prática evangélica, exercendo também a sua atividade depois em Chicago. Era casado com Signe Charlotta Hedlund Carlson e teve 4 filhos: Börje, Ruth, Ragnar e Elsa Carlson. Coube a ele a fundação e consolidação dos trabalhos da Assembléia de Deus em Pernambuco.
As primeiras reuniões do chamado Movimento Penteconstal em Pernambuco ocorreram em 1916. Na ocasião, o irmão Adriano Nobre, enviado pelo missionário Gunnar Vingren, do Belém do Pará, começou a celebrar cultos nas casas de evangélicos que se interessavam nas revelações dos dons espirituais e pelo Batismo com o Espírito Santo. Em uma dessas reuniões, ele conheceu um casal temente a Deus, João e Felipa Ribeiro. A partir de então, os cultos da denominada “Missão da Fé Apostólica”, ficaram fixos da residência dos irmãos, na rua Velha, nº 27, no bairro da Boa Vista.
A fixação da Igreja Evangélica Assembléia de Deus no Estado, porém, aconteceu através do Missionário Joel Carlson e sua esposa, Signe Carlson. O jovem missionário chegou em terras pernambucanas em 20 de outubro de 1918, depois que esteve no Pará, por algum tempo, aprendendo a língua portuguesa. Joel e Signe Carlson deixaram o conforto da Suécia por fazer a obra de Deus no Recife. Inicialmente, moraram em uma casa de barracão, no bairro dos Coelhos, junto ao manguezal do rio Capibaribe, área com a presença constante de insetos e roedores. Após dois anos nos Coelhos, fixaram moradia na rua Imperial, nº 812, Bairro de São José. Os missionários tiveram 04 filhos: Borle, falecido aos 3 meses de idade, Ruth, Hagnar e Elsa.
Em 24 de outubro de 1918, 4 dias após a chegada do Missionário Joel Carlson ao Recife, aconteceu a primeira reunião que fixou os marcos do Movimento Pentencostal em Pernambuco. O local foi o mesmo onde o irmão Adriano Nobre, em 1916, realizou as primeiras reuniões de avivamento no Estado, a casa dos irmãos João e Filipa Ribeiro, seguindo os encontros neste endereço até o final do ano então corrente. Além da expansão do Evangelho em toda região, a assistência social já era prioridade da Igreja, com a instalação de um orfanato, já em 1919, inicialmente feminino, no bairro de Afogados, sendo, depois, transferido, para Coqueiral, de onde se mudou para um casarão no bairro de Beberibe, pertecente à família Meira de Vasconcelos, tendo apoio financeiro da Igreja em Estocolmo, capital da Suécia.
No início de 1919, o Missionário Joel Carlson adquiriu uma casa humilde com telhado de palha, no bairro de Gameleira, hoje Cabanga. Um pequeno grupo, porém fiel, começou a se reunir no santuário. Pouco tempo depois, o Missionário instalou a sede da Igreja na Rua Imperial, em um antigo depósito de sal. Com a expansão do Evangelho no Recife, também aumentaram as perseguições e a maldade dos incrédulos. No Largo da Paz, em Afogados, por exemplo, era realizado um culto ao ar livre, reunindo uns 7 crentes, e ali foi pregado o Evangelho da Salvação sob vaias, ameaças e arremesso de ovos e tomates estragados.
Mesmo assim, a evangelização se tornava mais intensa. Já na época, alguns pontos de pregação foram abertos: Pina, Barra de Jangada, Prazeres, Muribeca, Tejipió, Coqueiral, Jiquiá, Torre, Casa Amarela e Olinda. Grande número de novos convertidos eram batizados. Certo dia, na Praia do Pina, quando diversas pessoas assistiam ao batismo, ocorreu uma cena inusitada: ajoelhada na areia, a esposa do Missionário Joel Carlson, Signe Carlson, levantou as mãos e orou dizendo: “Graças de te dou, Senhor! Reconheço, agora, que Tu me enviaste para este lugar”! Louvado seja o teu nome!” Estas expressões foram proferidas em virtude de uma visão vinda da parte de Deus àquela Missionária, quando ela orava estando, ainda, na Suécia. Na oração, ela vira uma praia desconhecida; muito diferente do panorama litorâneo da Europa, onde se via uma multidão formada de pessoas de várias origens e diferentes aspectos: pele clara, escura, pardo-clara, pardo-escura; cabelos lisos, finos, grossos e ondulados, carapinhos. Tudo caracterizava uma acentuada miscigenação. Sobreposta à multidão, pairava uma faixa ostentando o nome Brasil.
O Missionário Joel Carlson ora trabalhava em Recife, ora se transportava para os Estados da Paraíba e Rio Grande do Norte, onde realizou importantes trabalhos, quer nas capitais, quer no interior. Abriu trabalhos nas cidades de Escada, Palmares, Ribeirão, Serinhaém, Garanhuns e outras localidades pernambucanas.
Em 1923, Carlson iniciou a pregação do Evangelho no bairro da Encruzilhada, onde inaugurou em 15 de Abril de 1928 o grande templo pentecostal naquela localidade. Essa igreja era considerada a maior da época no Brasil.
Em 15 de abril de 1928, na época com 1.500 membros, a Igreja Evangélica Assembléia de Deus inaugurou o Templo Sede da denominação, na rua Castro Alves, no bairro da Encruzilhada. Após 09 anos, os cultos deixaram de ser ministrados na casa da rua Imperial, que era alugada. Ainda neste ano, Pastor Joel Carlson iniciou o trabalho de Deus em Abreu e Lima, que se tornar um dos mais prósperos do Estado de Pernambuco.
O Missionário Joel Carlson liderou a Igreja em Pernambuco até 08 de setembro de 1942, quando faleceu. Tendo a família pentecostal prestado ao seu querido pastor uma verdadeira honra, por ocasião do seu enterro, no cemitério de Santo Amaro.
Fontes: Blog Assem-Beréia de Deus; Blog de Benhur Antônio.

Alemanha entregará a Israel uma lista de judeus vítimas do nazismo

Fonte: Agência France Press



O governo alemão vai entregar nesta quinta-feira (23/10) ao memorial israelense do Holocausto, o Yad Vashem, uma primeira lista com cerca de 600.000 judeus perseguidos pelo regime nazista, a fim de preservar sua memória.
Esta lista foi estabelecida pela fundaçao alemã Recordação, Responsabilidade e Futuro (EVZ) depois de quatro anos de pesquisas nos arquivos federais, regionais e locais, em toda a Alemanha. No total, foram revisados cerca de 2,5 milhões de dados.
A lista contará com os nomes de judeus que viveram na Alemanha entre 1933, quando Hitler chegou ao poder, e 1945, com detalhes sobre seu exílio, prisão ou deportação, assim como data e local de sua morte.
A relação também será transmitida a outros serviços de arquivo e museus do exterior e servirá para facilitar as pesquisas dos historiadores.

ASSEMBLÉIA DE DEUS EM PERNAMBUCO - 90 ANOS

FUNDADA EM 24 DE OUTUBRO DE 1918, A ASSEMBLÉIA DE DEUS EM PERNAMBUCO COMEMORA 90 ANOS DE PENTECOSTES.
A COBERTURA COMPLETA DAS FESTIVIDADES VOCÊ CONFERE NA ESTAÇÃO TV, CANAL 14.

sábado, 18 de outubro de 2008

CÁRCERE PRIVADO EM SANTO ANDRÉ, O ATENTADO CONTRA ELOÁ E O PROBLEMA DE NAMORO ENTRE ADOLESCENTES

Por Sóstenis Moura
Diante da comoção causada pelo episódio de cárcere privado na cidade de Santo André (SP), após invasão do apartamento da menina Eloá, de 15 anos, que estudava em casa com alguns amigos, e da tragédia posterior, após longos dias, com a deflagração de tiros na virilha e na cabeça da moça pelo seu ex-namorado, Lindemberg Fernandes, 22 anos, vem à minha mente uma grande preocupação que, ao meu ver, foi causa desta tragédia: o namoro precoce entre adolescentes.
Para um namoro que havia durado de dois a três anos, Eloá deveria ter começado a namorar "oficialmente" esse rapaz aos doze ou treze anos de idade. E ele deveria ter de dezenove a vinte anos de idade.
Ele, já "velhinho", mas extremamente imaturo, como relatam alguns especialistas médicos e psicólogos na TV; ela por demais nova, inteiramente impossibilitada de encarar um relacionamento amoroso com quem quer que seja.
Resultado: o que poderia parecer um caso de grande amor e de viva experiência de relacionamento, acabou se tornando um episódio de crime, confusão, tensão, opressão e tristeza para algumas famílias diretamente ligadas ao ocorrido.
Não que eu queira sugerir juízo, a esta altura, sobre qualquer pessoa, mas o fato é que cabe aos pais supervisionar e orientar seus filhos constantemente, de serem chatos, resistentes a determinadas experiências precoces para seus filhos, e jamais permitirem que meninas ou meninos passem a tomar decisões tão sérias para suas vidas com pouca idade sozinhos.
Seria o caso até de proibir que uma criança namorasse, principalmente tendo em cena um rapaz já maduro fisicamente, ainda que não o tenha revelado psicologicamente.
Um namoro entre adolescentes sempre tenderá a terminar mal: com agressões físicas e emocionais; com atraso nos estudos, e com baixo rendimento escolar; com deficiência na construção de novas amizades e no amadurecimento de relações sadias; com sexo precoce em idade e preparo físico e emocional antes do casamento, seja dito; com problemas mais graves para os pais e todos os que rodeiam os namorados; e como foi o caso de Eloá e Lindemberg, com o fim do relacionamento de forma tempestiva e trágica.
Ser moderno e "mente aberta" demais, às vezes, conduz a cenas brutais animalescas e a quadros de verdadeira desgraça, não só para uma ou duas pessoas, mas para tantos que se vêem chocados ao ligar a televisão e o rádio ou acessar à internet.

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

ELEIÇÕES EM SÃO PAULO: MARTA SUPLICY E A DEFESA DO HOMOSSEXUALISMO


"Vivemos numa sociedade que nos educa para a heterossexualidade como a forma correta e aceita de viver a sexualidade. Portanto, a expressão do desejo e da atração sexual através da homossexualidade ou da bissexualidade para muitos ainda é considerada algo fora dos padrões, fora da normalidade e até mesmo uma doença".

Marta Suplicy, no Portal da fundação Perseu Abramo.


Eleitores do município de São Paulo decidirão em Segundo Turno no dia 26 de outubro quem deverá ser prefeito da maior e mais importante cidade do país. Por se tratar de São Paulo, centro econômico e cultural do Brasil, todo o restante da nação volta seus olhos para o que poderá ocorrer.

Vê-se de um dos lados concorrentes a figura da ex-prefeita, ex-deputada federal, e ex-senhora Senador Eduardo Suplicy, a psicóloga e sexóloga (a mais famosa do Brasil) Marta Suplicy (pediu autorização para permanecer usando o sobrenome).

Suas idéias e seus projetos de Lei de âmbito social e político sempre foi em defesa e propagação do homossexualismo.

A respeito do Projeto de Lei da Câmara 122/2006 (PLC 122/06), sobre a Criminalização da Homofobia que define como crime a prática da homofobia no Brasil, equiparando-o com o racismo, disse recentemente: "Eu sou a favor ao respeito da dignidade das pessoas e não admito que se persigam homossexuais. Se for pra fazer campanha contra dizendo que o homossexual é doente e que precisa de tratamento, eu não sou a favor. Eu tenho de deixar claro aqui, eu não sou a favor", afirmou a candidata.

É autora, como deputada federal, do Projeto de Lei 1.151 de 1995, que regulamenta a união entre homossexuais propondo direito à herança e sucessão; benefícios previdenciários; declaração conjunta no Imposto de Renda e para a aquisição de imóveis; direito à nacionalidade, no caso de estrangeiros que tenham como parceiros cidadã ou cidadão brasileiro.

Ela é a favor da adoção de crianças por homossexuais.

Quando foi prefeita de São Paulo, de 2000 a 2004, tentou implantar suas idéias pró-homossexuais com a anuência da Câmara de Vereadores e apoiou maciçamente o movimento GLBS (Gays, Lésbicas, Bissexuais e Transgêneros), sendo considerada pioneira e uma das figuras mais importantes na história desse segmento, inclusive no empenho de aglomeração periódica em desfiles denominados "paradas gays".

Como sexóloga é ultraliberal, tornando-se famosa, na década de 80, por defender a liberdade sexual em rede nacional de TV.
Por favor, eleitores paulistanos, sejam contrários à degradação moral do Brasil, sejam contrários à mediocridade política, e à destruição da família e dos princípios bíblicos de boa conduta, e a projetos que conduzam este país à lama pior do que a que já se vive!

domingo, 12 de outubro de 2008

ORAÇÃO SINCERA E DESAFIADORA



Senhor, estou disposto

A receber o que me deres,

A ficar sem o que retiveres,

A abandonar o que Tu me tomares,

A sofrer o que Tu me infligires,

A ser o que Tu exigires que eu seja;

Senhor, se os outros hão de ser

Teus mensageiros para mim,

Estou disposto a ouvi-los e acatar

O que têm para dizer-me. Amém.


Charles R. Swindoll

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

EVOLUÇÃO HUMANA CHEGOU AO FIM

Um professor da Universidade de Londres afirmou que a humanidade chegou ao fim de sua evolução. O geneticista Steve Jones, em uma conferência chamada "O Fim da Evolução Humana", argumentou que, devido aos avanços da tecnologia e da medicina, já não são apenas os mais fortes que passarão seus genes para a geração seguinte.

Ele sugeriu que o tipo de homens que encontramos no mundo hoje é o único que haverá - porque os seres humanos não ficarão mais fortes ou inteligentes ou saudáveis."Acho que todos estamos de acordo com o fato de a Evolução ter funcionado de forma adequada para o ser humano no passado", afirmou o cientista à BBC.
Evolução e passado

"Um dos exemplos está nas razões que permitiram que o homem negro vivesse na África e o branco pudesse viver na Europa."

"O homem branco perdeu o pigmento de melanina da pele, absorvendo mais radiação solar e produzindo mais vitamina D, permitindo que seus filhos crescessem mais saudáveis."

"Este é apenas um exemplo, há vários outros. Ao compreender como foi a evolução no passado, podemos deduzir como será no futuro", afirmou.Segundo o cientista, para que exista evolução são necessários três fatores: seleção natural, mutação e mudanças aleatórias.O cientista acredita que os humanos reduziram de forma inesperada nossas taxas de mutação devido às mudanças de nossos padrões reprodutivos.Estes padrões reprodutivos incluem mudanças sociais como os padrões de casais e os mecanismos anticoncepcionais. As substâncias químicas e a poluição também alteraram a genética humana.Mas, o fator mais importante que alterou as mutações é a redução do número de homens mais velhos que têm filhos.
Mutações

Diferente das mulheres que, com o avanço da idade produzem menos óvulos, os homens nunca deixam de produzir espermatozóides.Quando o homem chega aos 29 anos, em média a idade de procriação masculina ocidental, ele já copiou e repassou 300 vezes o espermatozóide original que o criou (e que foi passado por seu pai). Em um homem de 50 anos, isto já ocorreu mil vezes.Cada vez que o espermatozóide é copiado e repassado, ocorrem divisões celulares, cada uma com possibilidades de mutação, e talvez de erros.Desta forma, com menos pais em idade avançada existem menos possibilidades de passar para a geração seguinte mutações ou defeitos aleatórios.
Sem seleção

"Outro fator (a ser levado em conta) é a diminuição da seleção natural", afirmou Jones."Na antiguidade a metade das crianças que nasciam na Inglaterra morria antes de chegar aos 21 anos e estas mortes eram a base da seleção natural."

"Hoje, em grande parte do mundo desenvolvido, 98% destas crianças sobrevivem, chegam aos 21 anos, quase não existem diferenças entre os que morrem e entre os que sobrevivem antes de se reproduzirem", acrescentou o cientista.Segundo o cientista também foi reduzida a quantidade de mudanças aleatórias na raça humana."Atualmente os humanos são 10 mil vezes mais comuns do que deveríamos ser, tendo como base as regras do reino animal. E isto se deve à agricultura."

"No mundo todo, todas as populações estão cada vez mais ligadas e as possibilidades de mudanças aleatórias estão diminuindo", afirmou Jones.De acordo com o geneticista, "estamos nos misturando em uma espécie de massa global e o futuro não será branco e negro, será cor de café"."Acredito que vão ocorrer mudanças, mas nossas mudanças não serão físicas, serão mentais", afirmou Jones.

domingo, 5 de outubro de 2008

CRITÉRIOS PARA QUE PREFEITOS E VEREADORES SEJAM ELEITOS

Extraído: Folha de Pernambuco Digital
O princípio majoritário é adotado na eleição para prefeito e vice-prefeito, assim como na escolha de presidente da República, de governadores e de senadores. De acordo com esse princípio, será considerado eleito o candidato que obtiver a maioria dos votos válidos (sem contar brancos e nulos), como prevê o artigo 3º da Lei das Eleições (9.504/97).
Para a escolha dos vereadores é utilizada a eleição proporcional, como no pleito para deputado federal e estadual. Neste sistema, não é necessariamente eleito quem consegue mais votos. Para elegerem-se, os candidatos dependem do quociente eleitoral e partidário.

Quociente eleitoral
Só poderão concorrer à distribuição dos lugares na Câmara Municipal os partidos e as coligações que alcançarem o quociente eleitoral - resultado da divisão do número de votos válidos (todos os votos excluídos brancos e nulos) pelo de lugares a preencher no Legislativo local. De acordo com o artigo 111 do Código Eleitoral (Lei 4.737/65), se nenhum partido ou coligação alcançar o quociente eleitoral, até serem preenchidos todos os lugares, serão considerados eleitos os candidatos mais votados.
Na última eleição para vereador, em 2004, por exemplo, o maior quociente eleitoral foi da cidade de São Paulo: 108.308 votos. Ou seja, para eleger um vereador, o partido ou coligação teria que conseguir, no mínimo, essa quantidade de votos. Foi por causa do quociente eleitoral que, no último pleito municipal, na cidade do Rio de Janeiro, um vereador com 6.827 foi eleito, enquanto outros com mais de 16 mil votos não saíram vitoriosos.

Quociente partidário
Os partidos elegem a quantidade de candidatos que o quociente partidário indicar. Para chegar à quantidade de cadeiras que cada legenda ou coligação terá, ou seja, o quociente partidário, divide-se o número de votos que obteve pelo quociente eleitoral. Quanto mais votos a legenda ou a coligação conseguir, maior será o número de cargos destinados a ela. Os cargos devem ser preenchidos pelos candidatos mais votados do partido ou coligação.
Com os quocientes eleitorais e partidários pode-se chegar a algumas situações. Um candidato A, mesmo sendo mais votado que um candidato B, poderá não alcançar nenhuma vaga se o seu partido não alcançar o quociente eleitoral. O candidato B, por sua vez, pode chegar ao cargo mesmo com votação baixa ou inexpressiva caso seu partido ou coligação atinja o quociente eleitoral.
Quando sobram vagas, mesmo depois de preenchidos os quocientes partidários, faz-se uma nova conta, chamada de cálculo de distribuição das sobras, com base no artigo 109 do Código Eleitoral. Para essa distribuição, utiliza-se a votação válida de cada partido que já conquistou vagas, dividida pelo número de vagas obtidas no quociente partidário, mais um.
Cadeira de vereadorO número de cadeiras disponíveis na Câmara Municipal é proporcional ao número de habitantes, de acordo com o artigo 29, inciso IV, da Constituição Federal. Para municípios de até um milhão de habitantes, por exemplo, haverá o mínimo de nove e máximo de 21 vereadores.
Em agosto de 2004, o Supremo Tribunal Federal definiu que os municípios têm direito a um vereador para cada 47.619 habitantes (Recurso Extraordinário 197.917). A decisão e os critérios que estabeleceu foram firmadas no mesmo ano, na Resolução 21.702/2004, do TSE.

AS FORÇAS DO UNIVERSO "A FAVOR" DE JOÃO DA COSTA, CANDIDATO A PREFEITO DE RECIFE

Fonte: Blog do Jamildo
O candidato a prefeito da Frente do Recife, João da Costa, iniciou o dia (05 de outubro) com uma meditação transcendental na casa do prefeito João Paulo.
"Nós ficamos em sintonia com as forças do universo e, consequentemente, com o povo da cidade do Recife", declarou João da Costa, que pratica meditação há 12 anos.
Em seguida, o candidato participou de um café da manhã.
O prefeito João Paulo destacou que os adversários tentaram atrapalhar a campanha, incentivando uma divisão da Frente do Recife, mas o resultado é que ficamos ainda mais unidos.
"Nós respondemos de forma forte, contundente e política. Nós sabemos o que queremos e aonde queremos chegar. O nosso sonho é uma sociedade socialista", afirmou João Paulo.
O que você acha de tudo isso? Você vai permitir que as "Forças do Universo" imperem? Não falo nem do candidato, coitado, está com vendas nos olhos.
Leia mais:

sábado, 4 de outubro de 2008

BISPOS DA RENASCER IMPETRAM HABEAS CORPUS CONTRA PEDIDO DE EXTRADIÇÃO DO BRASIL

Extraído do Blog de Jamildo

O Supremo Tribunal Federal (STF) recebeu Habeas Corpus (HC 96372), com pedido de liminar, em favor de Estevan Hernandes Filho e Sonia Haddad Moraes Hernandes, bispos e fundadores da Igreja Renascer em Cristo. Eles pedem a suspensão de pedido de extradição solicitado pelo Brasil aos Estados Unidos da América, onde também possuem residência.
Acusado por suposta lavagem de dinheiro praticado por meio de organização criminosa, o casal sustenta que o Superior Tribunal de Justiça (STJ), ao se mostrar favorável à extradição, contrariou o que determina o Acordo de Extradição entre Brasil e Estados Unidos da América, segundo o qual o crime de lavagem de dinheiro não é passível de extradição.
A defesa argumenta que o pedido de extradição, apresentado pela 1ª Vara Criminal em São Paulo e mantido pelo TJ-SP e STJ, deve ser suspenso e, posteriormente, revogado por não apresentar fundamentação legal, tendo em vista a cassação do decreto de prisão preventiva contra Estevan e Sonia. A ordem de prisão foi expedida também pela 1ª Vara Criminal paulista.
“Não existe mais o pedido de prisão a validar qualquer extradição, tornando-a mesmo, por absoluto, pantanosa”, ressaltou a defesa, ao lembrar que o decreto de prisão preventiva em questão foi cassado.
Pedido
Liminarmente, a defesa pede a suspensão do pedido formal de extradição. No mérito, pretende a concessão definitiva da liminar por não existir fundamentação jurídica para a realização do pedido extradicional, tendo em vista inexistir decreto de prisão e em razão de não haver previsão do crime de lavagem de dinheiro no artigo II do Tratado de Extradição entre Brasil e Estados Unidos da América.

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

SUCESSO DA EXTREMA-DIREITA AMEAÇA RELAÇÕES ENTRE A ÁUSTRIA E ISRAEL

Fonte: O Globo

Analistas políticos tentam explicar a razão do espantoso sucesso dos partidos de extrema-direita nas eleições para o Parlamento da Áustria no último domingo (28 de setembro). As duas legendas extremistas, o Partido Liberal (FPO) e a Aliança para o Futuro (BZO), conseguiram quase 30% das cadeiras do Parlamento, o melhor resultado da extrema-direita desde 1945, após o fim da Segunda Guerra Mundial.
A volta da extrema-direita ao poder já causa tensão entre as relações diplomáticas com o Estado de Israel, como informou o próprio porta voz do Ministério das Relações Exteriores de Israel, Igal Palmor.
A Extrema-direita representa os grupos xenófobos, que odeiam os estrangeiros e negam a existência do Holocausto judeu.
Israel já cogitou romper as relações diplomáticas com a Áustria, caso tais grupos componham o próximo governo de coalizão.
Talvez seja um forte indício do crescimento de idéias anti-semitas, e da evidente insatisfação da população com atuais formas de governo adotadas na Europa. Tudo caminha para maiores tensões de âmbito mundial, principalmente se a crise financeira que desponta se avolumar, e grupos radicais continuarem sendo legitimados pelo voto popular.

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

130 ANOS DE EVANGELHO EM ANGOLA

"ENVIA-ME A MIM" - Artigo 002


Fonte: Televisão Pública de Angola

A Igreja Evangélica Baptista em Angola (IEBA), celebrou ontem (domingo, 28 de setembro de 2008), 130 anos de sua existência no país, com a celebração de um culto de acção de graças.
A data assinala a chegada dos primeiros protestantes britânicos na primeira estação missionária de Mbanza-Kongo (ex-São Salvador do Kongo), província do Zaire.
O culto de acção de graças juntou para além de centenas de fiéis oriundos de distintas regiões eclesiásticas do país e da diáspora, representantes de partidos políticos, autoridades tradicionais e governantes, com destaque para o governador provincial, Pedro Sebastião.
Assistiram ainda ao acto, a directora nacional para os assuntos religiosos, Fátima Viegas, em representação do ministro da cultura, Boaventura Cardoso e o secretário-geral do Conselho das Igrejas Cristãs em Angola (CICA), reverendo Luís Nguimbi.
O acto foi animado por 30 grupos corais oriundos das distintas regiões eclesiásticas do país e da República Democrática do Congo.
Na homilia, o reverendo da Igreja Evangélica Baptista, João Matuwawana, exortou os fiéis da congregação a transformar o 28 de Setembro numa data de reflexão, a julgar pelo papel que os primeiros missionários britânicos desempenharam na evangelização do povo angolano desde o longínquo ano de 1878.
"Um dos desafios que também teremos daqui em diante, será o de expandir o nosso evangelho por todo o país, uma vez a IEBA estar implantada em 12 das 18 províncias de Angola, e na diáspora.
No domínio social, o religioso reafirmou o engajamento da congregação, como parceiro do governo em continuar a edificar infra-estruturas sociais nos sectores da educação e saúde em prol das populações.

A CONFIANÇA NO SENHOR DEUS FAZ RELAXAR


SALMO 125

1 Os que confiam no SENHOR serão como o monte de Sião, que não se abala, mas permanece para sempre.
2 Assim como estão os montes à roda de Jerusalém, assim o SENHOR está em volta do seu povo desde agora e para sempre.
3 Porque o cetro da impiedade não permanecerá sobre a sorte dos justos, para que o justo não estenda as suas mãos para a iniqüidade.
4 Faze bem, ó SENHOR, aos bons e aos que são retos de coração.
5 Quanto àqueles que se desviam para os seus caminhos tortuosos, levá-los-á o SENHOR com os que praticam a maldade; paz haverá sobre Israel.

terça-feira, 16 de setembro de 2008

VATICANO ACEITA EVOLUÇÃO: ROMA SEMPRE A MESMA!

Extraído da Reuters
O Vaticano disse nesta terça-feira (16/09/08) que a teoria da evolução é compatível com a Bíblia, mas não planeja um pedido de desculpas póstumo a Charles Darwin pela fria recepção dada a ele há 150 anos.
O arcebispo Gianfranco Ravasi, o ministro da Cultura do Vaticano, deu a declaração durante o anúncio de uma conferência de cientistas, teólogos e filósofos que acontecerá em Roma em março de 2009, marcando os 150 anos da publicação da obra "A Origem das Espécies" de Darwin.
Igrejas cristãs são há muito tempo hostis a Darwin, pois sua teoria conflitava com a acepção Bíblica da Criação.
Mais cedo nesta semana, um importante membro da Igreja anglicana, Malcom Brown, disse que a instituição devia desculpas a Darwin pela maneira na qual suas idéias foram recebidas na Inglaterra.
O papa Pio XII descreveu a evolução como uma abordagem válida do desenvolvimento humano em 1950 e o papa João Paulo II reiterou o fato em 1996. Mas Ravasi disse que o Vaticano não tinha a intenção de se desculpar por sua visão negativa anterior.
"Talvez devêssemos abandonar a idéia de emitir pedidos de desculpas como se a história fosse um tribunal que está eternamente em sessão", disse, acrescentando que as teorias de Darwin "nunca foram condenadas pela Igreja Católica e nem seu livro havia sido banido".
O Criacionismo é a crença de que Deus teria criado o mundo em seis dias, como é descrito na Bíblia. A Igreja Católica interpreta a acepção do Gênesis literalmente, dizendo que ela é uma alegoria para a maneira na qual Deus criou o mundo.
Alguns outros cristãos, na maioria protestantes nos Estados Unidos, lêem o Gênesis literalmente e protestam contra o fato de a Evolução ser ensinada em aulas de Biologia em colégios públicos.
Sarah Palin, a candidata à Vice-presidência pelo Partido Republicano, disse em 2006 que apoiava que o Criacionismo e a Teoria da Evolução fossem ensinados nas escolas, mas afirmou subseqüentemente que o Criacionismo não deveria necessariamente ser parte do curso.

ESPECIALIZAÇÃO EM HISTÓRIA DO CRISTIANISMO ANTIGO

Uma boa opção para quem gosta de estudar e está disposto a viajar à Brasília.
A Universidade de Brasília (UnB) abriu um curso de Pós-Graduação Lato Sensu (Especialização) em História do Cristianismo Antigo.

Veja as Disciplinas:

Literatura e História de Israel
O Jesus Histórico
História da Igreja Antiga
Filosofia da Religião
Literatura Cristã Antiga: Novo Testamento
História da Literatura do Cristianismo Antigo
Hermenêutica do Novo Testamento
História Antiga
Gênero e Etnia no Cristianismo Antigo
Sociologia da Religião
Seminários Especiais
Metodologia da Pesquisa

Confira:

TEXTO RELATA A RESSURREIÇÃO DO MESSIAS DÉCADAS ANTES DE JESUS

"ARQUEOLOGIA E PALEONTOLOGIA - ARTIGO 002"
Arqueólogos estudam obra apocalíptica atribuída ao anjo Gabriel, do século I a.C. Se interpretação for correta, esperança sobre Salvador ressuscitado era judaica.
Extraído de France Presse
Uma misteriosa placa de pedra que parece datar do século I antes de Cristo pode vir a mudar a percepção sobre as origens do cristianismo e revelar que os judeus, antes mesmo de Jesus Cristo, já acreditavam na chegada de um Messias que morreria e ressuscitaria após três dias.
Isso é o que afirma o pesquisador Israel Knohl, assegurando que sua análise de um texto hebraico escrito nesse pedaço de rocha "poderá mudar a visão que temos do personagem histórico Jesus". "Esse texto pode constituir o elo perdido entre o judaísmo e o cristianismo, à medida que insere na tradição judaica a crença cristã na ressurreição de um messias", afirma o professor de estudos bíblicos da Universidade Hebraica de Jerusalém. A peça se encontra em mãos de um colecionador, David Jeselsohn, que vive em Zurique, na Suíça, e que declarou tê-la comprado em Londres, de um antiquário jordaniano. A peça procederia da margem leste do Mar Morto, na Jordânia.
O texto em hebraico, de natureza apocalíptica, apresenta a "revelação de que o arcanjo Gabriel vai despertar o Príncipe dos Príncipes três dias depois de sua morte". O texto está escrito, com tinta sobre a pedra, em 87 linhas, e algumas letras ou palavras inteiras foram apagadas pelo tempo. A análise de Knohl consiste essencialmente em decodificar a linha 80, onde figuram os termos "três dias mais tarde" seguidos por uma palavra meio apagada que, segundo o professor, significa "vive".
A paleógrafa (especialista em escritas antigas) Ada Yardeni é mais prudente no que se refere à palavra "vive". "A leitura do professor é plausível, apesar de a ortografia utilizada ser raríssima", afirma Yardeni, que publicou a primeira descrição da placa em 2007, na revista de história e arqueologia israelense "Cathedra". Outros pesquisadores também preferem não tirar conclusões tão radicais do texto descoberto e, inclusive, alguns duvidam de sua autenticidade. Por sua parte, o arqueólogo israelense Yuval Goren, especialista em descoberta de falsificações, afirma não ter "detectado nenhum indício de falsificação no texto da pedra". "No entanto, minha análise não se aplicou à tinta", enfatiza o diretor do departamento de arqueologia e culturas antigas da Universidade de Tel Aviv. Uma arqueóloga que pediu para não ser identificada expressou suas dúvidas sobre a autenticidade da peça.
"É muito estranho que um texto tenha sido escrito com tinta em uma placa de pedra e tenha ficado conservado até nossos dias. Para ter certeza de que não se trata de uma falsificação, seria preciso saber em que circunstâncias e onde exatamente a pedra foi descoberta, o que não é o caso", acrescentou. O professor Knohl deve apresentar sua interpretação em um encontro em Jerusalém por ocasião do 60º aniversário da descoberta dos Manuscritos do Mar Morto. "Se essa descrição messiânica está realmente lá, isso vai contribuir para desenvolver uma reavaliação da visão popular e da visão acadêmica de Jesus Cristo", comentou o jornal "New York Times". "Isso sugere que a história de Sua morte e ressurreição não era inédita, mas parte de uma reconhecida tradição judaica da época".

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

sábado, 6 de setembro de 2008

PASTOR DA ASSEMBLÉIA DE DEUS É INDICADO AO PRÊMIO NOBEL DA PAZ DE 2008

O Pastor (ou Bispo) Manoel Ferreira, presidente da Convenção da Assembléia de Deus Madureira, está sendo indicado mais uma vez ao Prêmio Nobel da Paz.
Seu nome é cogitado pela ONG Comitê da Paz pelos trabalhos sociais que desenvolve através da Igreja no Brasil, na Bolívia, na Rússia, Noruega e Ucrânia.
Ferreira é formado em Direito, Teologia, Sociologia, e presidiu o Conselho Nacional de Pastores do Brasil, a Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil e Sul-Americana e a Conferência Pentecostal Sul-Americana.
É natural do Estado das Alagoas, sendo eleito deputado federal (PTB) pelo Rio de Janeiro.

terça-feira, 2 de setembro de 2008

CONVERSANDO COM DEUS

Pastor Ailton José Alves, Presidente da Assembléia de Deus de Recife

Conversar com Deus é um dos extraordinários privilégios da graça. A graça de Deus nos abre a porta dos céus, nos aproxima de Deus e converte nossas dúvidas e temores em profunda convicção de sua presença. Não há como nos sentirmos sós se estamos com Ele em oração. Jamais desmaiaremos diante dos obstáculos se falamos com Ele. A oração é um instrumento capaz de mudar a vida de uma pessoa, de uma nação, do mundo. Aqueles que desenvolvem o santo hábito de orar, são em geral as pessoas mais bem recompensadas na terra, pois experimentam uma comunhão singular com o Pai e através desta comunhão acessam a câmara celestial, onde estão escondidos tesouros preciosíssimos que Deus tem reservado para mostrar aqueles que o buscam.Nutrir um profundo desejo de estar a sós com Deus é investir numa vida abundante e transbordante da sua graça. Nada melhor do que mergulhar os nossos anseios e desejos no profundo mar da comunicação com Deus. Quanto mais nos aprofundamos neste oceano, somos inundados pela sua paz, e a gratidão invade todos os compartimentos da nossa alma, nos trazendo a convicção de que o Senhor continua no controle de tudo, e finalmente sua voz doce e suave será ouvida a nortear nossa existência.Ao contrário do que muitas pessoas pensam, oração não é somente uma obrigação do filho de Deus. Até que Deus poderia nos obrigar a falar com Ele; pois Ele é soberano absoluto; no entanto, não impõe, não força, não ameaça, mas solicita, convida, orienta, isto é simplesmente maravilhoso! É claro que a bíblia nos ensina sobre o dever de orar sempre, mas, a oração é muito mais do que dever, é graça de Deus conectando o fraco ao forte, o pequeno ao grande, o mortal ao imortal, o imperfeito ao perfeito, o pecador ao santo, o terreno ao celestial, que glória! Deus gosta de interagir conosco através da oração. Ele disse a Jeremias: “Clama a mim e responder-te-ei...”. Há uma conexão gloriosa entre Deus e seu interlocutor. Através desta conexão, descobrimos que podemos trilhar por caminhos pavimentados pela santidade de Deus, enchergarmos a cintilante presença de sua glória e desfrutarmos dos inefáveis dons que destilam como orvalho refrescando nossa alma e alimentando o nosso homem interior. Há conforto e regozijo em saber que Deus quer nos ouvir.

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

LEIA E REFLITA

A MÃO SUJA

Carlos Drummond de Andrade, Antologia Poética



Minha mão está suja.


Preciso cortá-la.


Não adianta lavar.


A água está podre.


Nem ensaboar.


O sabão é ruim.


A mão está suja,


suja há muitos anos.




A princípio oculta


no bolso da calça,


quem o saberia?


Gente me chamava


na ponta do gesto.


Eu seguia, duro.


A mão escondida


no corpo espalhava


seu escuro rastro.


E vi que era igual


usá-la ou guardá-la.


O nojo era um só.



Ai, quantas noites


no fundo da casa


lavei essa mão,


poli-a, escovei-a.


Cristal ou diamante,


por maior contraste,


quisera torná-la,


ou mesmo, por fim,


uma simples mão branca,


mão limpa de homem,


que se pode pegar


e levar à boca


ou prender à nossa


num desses momentos


em que dois se confessam


sem dizer palavra...


A mão incurável


abre dedos sujos.




E era um sujo vil,


não sujo de terra,


sujo de carvão,


casca de ferida,


suor na camisa


de quem trabalhou.


Era um triste sujo


feito de doença


e de mortal desgosto


na pele enfarada.


Não era sujo preto


- o preto tão puro


numa coisa branca.


Era sujo pardo,


pardo, tardo, cardo.



Inútil reter


a ignóbil mão suja


posta sobre a mesa.


Depressa, cortá-la,


fazê-la em pedaços


e jogá-la no mar!


Com o tempo, a esperança


e seus maquinismos,


outra mão virá


pura - transparente -


colar-se a meu braço.

AOS APRECIADORES DE UM BOM VINHO




OITO PERGUNTAS SOBRE O VINHO
Por Pastor Donald Stamps. Mensageiro da Paz, Dezembro de 1984.
Pastor Donald Stamps foi Editor-chefe da Bíblia de Estudo Pentecostal nos EUA e das diversas traduções posteriores. Morou no Brasil por muitos anos, no Estado de São Paulo.

Deve um cristão ingerir bebidas alcoólicas? Para encontrar resposta a esta pergunta, o cristão deve examinar a Palavra de Deus. Eis oito perguntas que ele precisa fazer a si mesmo para saber se deve beber vinho ou qualquer outra bebida alcoólica.

Pergunta 1: O vinho que se bebe hoje é o mesmo dos tempos bíblicos?

As pessoas que bebem vinho hoje costumam justificar-se apontando para o fato do vinho ser bebido nos tempos bíblicos. Ora, mas para que esse fato seja um pretexto justificável, seria preciso que o vinho de hoje fosse o mesmo usado pelos personagens da Bíblia. Entretanto, o vinho dos tempos antigos não é o mesmo vinho que temos hoje. Examinando as palavras gregas e hebraicas para vinho, descobrimos que o que era bebido nos tempos bíblicos era suco de uva não fermentado, ou uma espécie de xarope grosso, apurado no fogo para poder ser guardado. Mais tarde o xarope era misturado com água para se fazer o vinho, que naturalmente não era embriagante.

Qualquer vinho guardado por qualquer espaço de tempo não podia ser bebido, a não ser misturado com água, diluído em uma quantidade não menor do que três partes de água para uma de vinho. Mais tarde verificou-se que muitos rabis judeus não davam graças na refeição quando havia vinho misturado na proporção de 10 partes de água para uma de vinho. Isto era observado entre os judeus.
Portanto, ninguém pode defender o beber vinho hoje tomando por base o vinho bebido nos tempos bíblicos. Assim, a resposta à primeira pergunta é “não”.

Pergunta 2: É necessário que eu tome bebida forte?

Hoje, com o uso da refrigeração, muitas bebidas saudáveis como sucos podem ser guardadas sem o problema de fermentarem. Portanto, beber vinho hoje não é necessário.
Não dê desculpas dizendo: “Tenho muitos amigos não-salvos, e acho que se eu não beber uma cervejinha com a turma, vou ofendê-los.” Isto é argumento falso, e diabólico. Então se um grupo de pessoas decide se reunir e experimentar um pouco de droga, isso quer dizer que você também deve experimentar? É melhor reconhecer o erro. Aqueles que hoje bebem vinho ou qualquer outra bebida alcoólica não o fazem por necessidade, mas por preferência. Bebem porque querem.

Pergunta 3: Beber vinho é a melhor escolha para mim e meus filhos?
a. O padrão do Velho Testamento:
Quando alguém examina o uso do vinho e os mandamentos de Deus referentes a isso, descobre que tanto Velho como no Novo Testamento o alto padrão exigido por Deus é a abstinência. Deus requer total abstinência daqueles que querem estar mais perto dEle. Os tais não devem nem tocar no vinho, mesmo diluído em água. Vemos isso no padrão exigido para os sacerdotes no Antigo Testamento (Lv 10. 8-11), e o padrão dos reis e príncipes (Pv 31.4,7). Esses homens deviam ser totalmente abstêmios.
Além disso, no Antigo Testamento a abstinência era requerida de qualquer um que quisesse se dedicar completamente a Deus. Vemos isso naqueles que faziam o voto de nazireu, que era para o judeu o mais alto voto de consagração, e incluía a abstinência de bebidas alcoólicas. Aqueles que o faziam estavam se dedicando ao mais alto grau de consagração a Deus. Por isso é que os nazireus eram chamados os “consagrados”, Nm 6.1,3.
b. O padrão do Novo Testamento:
O padrão de Deus no Novo Testamento é o mesmo. Ele não baixou o Seu padrão para os crentes de hoje. Os sacerdotes, reis, príncipes e nazireus do Antigo Testamento eram consagrados a Deus e não podiam beber. Esse também é o Seu mais elevado padrão para os cristãos, que também são sacerdotes e reis (Mt 11.11) e não podem ser menos dedicados que os nazireus do Antigo Testamento (Rm 12.1), que se abstinham de toda e qualquer bebida alcoólica. O mandamento divino ainda está de pé: “Retirai-vos do meio deles, separai-vos, diz o Senhor; não toqueis em cousas impuras...”, II Co 6.17.
Todos os cristãos, inclusive os líderes da Igreja e os leigos, são chamados igualmente para o mais alto grau de entrega a Deus. Notamos no artigo terceiro desta série, que os presbíteros da Igreja e o pastor não devem ser dados a vinho, I Tm 3.3. A palavra grega paroinos literalmente significa “estar perto do vinho”. Quem desejasse se consagrar a Deus não devia sentar-se perto do vinho para não ser por ele tentado ou seduzido. Se os sacerdotes, reis, príncipes juízes e nazireus tinham que ser totalmente abstêmios, por que haveria um padrão inferior para os fiéis da Igreja de Jesus Cristo?
Portanto, a resposta à pergunta 3: Beber vinho é a melhor escolha? É a seguinte: Há um padrão mais alto na Bíblia para aqueles que estão na liderança espiritual, e para mim esta é a melhor escolha. Se todos somos sacerdotes e reis, separados por Deus, e consagrados pelo Espírito Santo, e se temos todos nós que apresentar os nossos corpos como um sacrifício vivo (Rm 12.1), temos que fazer a melhor e mais alta escolha.
Pergunta 4: Beber se constitui um vício?
O álcool tem a capacidade de trazer os homens sob sua influência. Ele ataca o cérebro e cria uma dependência na pessoa que bebe. É um vício que pode controlar o processo mental do ser humano e a sua resistência ao pecado. Nunca devemos ficar sob o controle ou poder de algo que possa nos levar a criar pecado. Devemos evitar qualquer coisa que nos leve para longe de uma vida dedicada a Deus.
Pergunta 5: Beber é algo destrutivo em potencial?

Para podermos responder esta pergunta, vejamos o que diz a Bíblia sobre a influência destrutiva do vinho.
a. A evidência Bíblica:
1) “O vinho é escarnecedor, e bebida forte alvoroçadora”, Pv 20.1. Compare com Pv beberrão e o comilão cairão em pobreza; e a sonolência faz trazer os vestidos rotos”; Pv 23.31-35: “Não olhes para o vinho, quando se mostra vermelho, quando resplandece no copo e se escoa suavemente. No seu fim, morderá como a cobra e, como o basilisco, picará. Os teus olhos olharão para as mulheres estranhas, e o teu coração falará perversidades. E serás como o que dorme no meio do mar e como o que dorme no topo do mastro. E dirás: Espancaram-me, e não me doeu; bateram-me, e não o senti; quando virei a despertar? Ainda tornarei a buscá-la outra vez”.
2) Gn 9.20-26 – Onde há vinho há imoralidade.
3) Gn 19.30-35 – Onde há bebedice há incesto.
4) Dt 21.20 – Onde há bebedice há glutonaria, rebelião, desobediência aos pais e vida dissoluta.
5) Is 28.7 – O vinho e a bebida forte corrompem os profetas e sacerdotes.
6) Jl 1.5; 3.3 – Deus tirou dos israelitas o direito de beber porque chegaram ao ponto de vender uma pessoa por vinho.
7) Os 7 - A iniqüidade de Efraim é ligada a vinho.
8) Hc 2.15 – Se você embebedar o seu vizinho, Deus pode fazer você beber o cálice do julgamento que seria daquele.
b. A evidência estatística:
1) Destruição mental – Mais de ¼ dos pacientes admitidos nos hospitais de doenças mentais têm problema de alcoolismo.
2) Destruição física – O alcoolismo causa cirrose do fígado, diminui a resistência do corpo às doenças, o que pode causar muitas vezes a morte prematura.
3) A destruição do inocente – o álcool não só mata aquele que o bebe, mas também é o responsável pela morte de muita gente inocente. Estudando-se também as mortes violentas, o álcool também entra como responsável. Nas mortes por acidente de trânsito, vemos que mais ou menos 50% delas são causadas pelo uso do álcool.
Resposta da pergunta 5: É o álcool destrutivo? Sim. Então devemos perguntar: Será que Deus quer que eu me envolva com algo tão potencialmente destrutivo como o álcool?
Pergunta 6: Quem bebe álcool prejudica seu próximo?
1) Não há dúvida quanto a isto. Aqueles que bebem exercem uma grande influência sobre os outros, levando-os muitas vezes a beber também. A Bíblia fala sobre isso. Em I Co 8.9, Paulo diz: “Vede, porém, esta vossa liberdade não venha a ser algum modo tropeço para os fracos”. Todos os pais deviam saber que se eles bebem, seus filhos vão beber. Se por sua influência seus filhos se prejudicam, cometendo pecado por se tornarem alcoólatras, eles serão responsabilizados diante de Deus por estarem sendo pedra de tropeço na vida de seus filhos.
2) E os cristãos que bebem? O cristão que bebe sem dúvida ofende aos que não o fazem. A Bíblia diz em Rm 14.15: “Se por causa de comida o teu irmão se entristece, jaó não andas segundo o amor fraternal”. Em outras palavras, se você disser: “Eu não me importo com o que os outros cristãos pensam; vou beber o que eu quiser”. Então, você não ama seu irmão.
3) Quanto à pergunta: O álcool é ofensivo e potencialmente danoso para os cristãos? A resposta é: Sim. Se você bebe, esta atitude pode levar outros cristãos e seus filhos a abandonarem o padrão mais elevado de Deus e começar uma vida de bebedices. A Bíblia diz em Rm 14.21: “É bom não comer carne, nem beber vinho, nem fazer qualquer outra coisa com que teu irmão venha a tropeçar ou se ofender, ou se enfraquecer”.
Pergunta 7: Beber irá prejudicar meu testemunho cristão?
1) A repercussão entre os cristãos. Os verdadeiros cristãos sabem que não é correto ingerir bebidas alcoólicas. Portanto, qualquer ministro ou leigo que decida beber estará limitando seriamente a influência do seu testemunho e ministério.
2) A repercussão entre os não salvos. I Co 10.31-33 diz: “Portanto, quer comais, quer bebais, ou façais outra cousa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus. Não vos torneis causa de tropeço nem para judeus, nem para gentios, nem tão pouco para a Igreja de Deus, assim também eu procuro em tudo ser agradável a todos, não buscando o meu próprio interesse, mas o de muitos, para que sejam salvos”. Paulo estava dizendo aos coríntios: se vocês querem alcançar o povo que na está salvo, parem de beber vinho e de comer comida oferecida aos ídolos, e isso fará uma diferença em suas vidas.
Os autênticos cristãos devem se preocupar em glorificar a Deus, não causar escândalo a quem quer que seja e fazer com que o povo veja Cristo em suas vidas.
Pergunta 8: Você está absolutamente certo de que não há nada demais em beber?
Rm 14.23 diz: “Mas aquele que tem dúvidas é condenado, se comer, porque o faz não provém de fé; e tudo o que não provém de fé é pecado”. Você está absolutamente certo de que é correto beber? Esta é uma questão que precisa ser considerada em sua vida. Se você ao fazer algo não sente a consciência perfeitamente tranqüila, e se o seu coração lhe disser que não é certo fazê-la, não a faça. Porque se você fizer, ela o levará a uma profunda convicção de culpa e condenação sobre aquilo que estava errado. Procedendo assim, você violará a sua consciência constantemente. E chegará ao ponto em que não terá mais sensibilidade à voz do Espírito Santo. Você não O ouvirá falando em seu interior.

sábado, 9 de agosto de 2008

O PRONTUÁRIO MÉDICO DA IGREJA

Como às vezes dá vontade de expressar tudo o que se sente, eis aí.
Há tempos li uma história, a título de anedota, que além de me fazer rir bastante também me fez refletir sobre um monte de cousas sérias da vida.
Um homem que estava muito mal de saúde, internado em um hospital à espera da morte, teve seu prontuário médico trocado com o de outro que já se encontra bem e perto de receber sua alta hospitalar.
Os médicos e enfermeiras descuidados trocaram, da mesma forma, o procedimento a se adotar com cada um deles, e o resultado foi dos mais desatrosos.
Encurtando a história: quem beirava a morte viveu e quem tinha saúde morreu. Era uma piada.
O quadro atual na Igreja é o mesmo: quem ora, quem busca a Deus com sinceridade, quem se desvia do mal e da aparência do mal, quem canta com gratidão e singeleza de coração, quem serve a Deus com zelo, temor e tremor, obedece às determinações de seus líderes e de seu pastor, quem é zeloso com o estudo bíblico e a observância das Escrituras, quem vai ao templo com o propósito de adorar, de sentir a presença de Deus, todo ele é rejeitado, massacrado, injuriado, desprezado, tido por antiquado, "bibliocêntrico" (num sentido pejorativo), abestalhado, fanático, imaturo, arrogante ... e não faltam adjetivos ruins.
E quem vive uma vida desregrada, irresponsável, indigna, e não busca nem sequer ler a Bíblia, é defendido, é tido por desprezado, por coitadinho, às vezes por "uma bênção".
Alguns líderes, para não os perderem, inventam "modas", derrubam as regras antigas, desprezam as doutrinas bíblicas, culpam os costumes e os "arcaismos", criam atividades diferentes, dinâmicas, lazer, criam "soluções modernas". Tudo para não perdê-los. Como diz Maurice Roberts em um artigo para a revista Fé para Hoje: "a liderança abaixa os padrões de santidade para atrair grande número de pessoas".
E acabam trocando os prontuários espirituais dos membros da Igreja.
Adoecem os sãos, ou até chegam a matá-los. E vêem seus esforços quanto aos outros reduzidos a nada, uma vez que quem estava doente espiritualmente acaba morrendo, e tem seu rosto bem maquiado para aparentar morte súbita, inesperada, mas feliz, doce.
Certas mudanças e debates desnecessários causam bastantes estragos na Igreja. Quem está firme acaba sendo abalado, e quem cambaleia, por vontade própria dificilmente se regenera.
Tudo fica uma enorme bagunça. E a Igreja do jeito que o Inimigo quer: fraca, ineficiente, perdida, acéfala.
Querem corrigir os "erros" dos antigos. Que "erros"? Os que possibilitaram belos templos? Bons salários, ou prebendas? Carros de luxo e dias de bem-estar? Fama para uns? Cargos públicos sem concurso, ou cargos eletivos?
Há quem deixa a Igreja por conta de um utensílio, seja brinco, calça, short, bermuda. O que não faria se estivesse sob ameaça de uma pistola, de um fuzil, da vergonha, do desprezo, das pedras e esculhambações?
E quem está na Igreja cotidianamente, buscando algo melhor da parte de Deus, quem se renuncia, chora, clama para ouvir a voz exclusiva de Deus é massacrado.
Massacrado como? Com debates medíocres; com líderes despreparados; com pregações sem propósito bíblico, sem a "unção" de Deus; por duas horas de cantoria e cinco minutos de pregação; por músicas "sem pé e sem cabeça"; por remelexo ou emocionalismo infrutífero; por pregador que não pergunta a Deus o que deve ser pregado, ensinado, defendido ou apontado. Massacrado pela total ausência da expressão da vontade de Deus dentro de Sua Igreja, que é dEle, que Ele comprou para Si.
O que se busca, ao contrário, é o ajuste social, a adequação moderna, o pseudo-tratamento de traumas; traumas causados, muitas vezes, por pecados não confessados a Deus. Por falta de sinceridade com Deus numa única oração.
Busca-se a fama de Absalão. Com certeza, por motivos que no futuro serão revelados!
Desse jeito o sadio fica doente e o doente morre de vez!
A Igreja precisa de quem ensine bem, de quem queira conceder a honra exclusivamente para Cristo, apesar das graduações, mestrados, doutorados e pós-doutorados. Porque tudo isto é uma grande besteira. Qualquer um pode ter. Mas ensino autêntico, com propósito de recuperar as vidas para Cristo, de reabilitar o caído e de conceder maior oportunidade de ascensão espiritual dos que buscam, só Jesus pode dar. É lá no fundo do poço, uma água mais limpa, mais preciosa.
A Igreja não precisa de grego ou hebraico na exposição bíblica, de um pregador que demonstre ser o máximo. Não que eu despreze estas importantes ferramentas deliciosas de se estudar, mas um ourives não apresenta àquele que aprecia sua arte o trabalho que teve para esmerar a pedra preciosa bruta; ele simplesmente mostra e oferece a obra lapidada.
Quem não concordar que já embora, que desista, e que depois, arrependido do que fez e angustiado pelo que perdeu, volte e seja reinserido. O que não dá é colocar mármore no seculpro sob um falso argumento de restauração, de revolução, de modernização.
Se um dia houve quem muito sofreu por imposições mordazes, com líderes que criavam regras desnecessárias, há um culpado: aquele que inventou de consagrar ao ministério um neófito, que ou banalizaria tudo, ou exigiria o impossível.
Não que eu seja apegado ao tradicionalismo contumaz, mas também não vou aprovar o pensamento ultra moderno de começar a construir uma casa pelo teto.
Quem tentou não conseguiu. E o que é pior: morreu embaixo de suas próprias idéias.
Ser moderno é ensinar o de sempre usando os recursos atuais. E não o inverso.
Aquela velha manha política de falar no futuro fazendo uso de interesses antigos de manipulação e conquista de espaço para si.
Sóstenis Moura